A Milessis foi fundada em 1997 e tem como filosofia de trabalho o atendimento às agências de viagens de todo o Brasil, com foco na qualidade de serviços, total suporte aos seus clientes e incansável qualificação de profissionais.

Siga-nos
GO UP
Image Alt

Tanzânia

Viagem para Tanzânia

Um dos territórios mais antigos da humanidade

O nome oficial da Tanzânia é República Unida da Tanzânia. Localizado na região ocidental do continente africano, o país faz limite ao norte com Uganda e Quênia, ao sul com Moçambique, Zâmbia e Malawi, ao leste com o Oceano Índico e ao oeste com Ruanda, Burundi e República Democrática do Congo. Zanzibar, um arquipélago localizado no Índico, também faz parte da Tanzânia.

Formada por 26 áreas e considerada como um estado único, a República Unida da Tanzânia elegeu no ano de 2005 o seu presidente, Jakaya Kikwete, que também já presidiu a União Africana. As instituições governamentais estão todas localizadas em Dodoma, capital da Tanzânia desde 1996. No período entre a independência da república e a criação de da capital Dodoma, o territórios mais importante foi Dar es Salaam, considerada a principal cidade comercial e política e local com diversos órgãos do governo. Tanganica e Zanzibar, territórios que foram unificados no ano de 1964, originaram o nome Tanzânia.

O país é importante para a arqueologia por ser uma dos territórios mais antigos da humanidade, onde foram encontrados os primeiros fósseis, especificamente na área ao norte chamada Garganta de Olduvai, popularmente conhecida como “berço da humanidade”. Nesta região foram localizados fósseis referentes ao Paranthropus, gênero extinto de Hominídeos que tem cerca de dois milhões de anos. Além disso, esta área apresenta as pegadas mais antigas do mundo.

Pacotes de viagens para a Tanzânia

Preços à partir de U$ 5.846 em DBL + Taxas…
10 Dias
Preços à partir de U$ 4.508 em DBL + Taxas…
10 Dias

Parque Nacional do Serengeti

O Parque Nacional do Serengeti está entre os destinos mais conhecidos de safari em África e é a atracção turística mais conhecida da Tanzânia. O parque é popular, sobretudo pela genial migração anual de milhões de gnus e zebras entre o Serengeti e o Masai Mara. A enorme manada deixa para trás as planícies secas em busca de água e pastagens verdejantes e frescas. Dado o elevado número de animais e a distância percorrida, o ritual envolve acidentes e os animais mais frágeis e crias são os alvos favoritos do grande número de predadores como leões, leopardos, hienas e cães selvagens. O Serengeti é o parque mais antigo da Tanzânia e um dos melhores refúgios de vida selvagem do mundo, ocupando uma área de 14763 km2. As planícies abertas são o refúgio de cerca de três milhões de grandes mamíferos envolvidos na migração sazonal e, juntamente com as aves e animais de menor porte, apresentam a maior concentração de vida selvagem do planeta. Entre o Serengeti e o Masai Mara, um milhão ou mais de gnus e centenas de milhares de zebras e gazelas completam a sua grande migração circular em busca de pastagem verde. A entrada em qualquer dos parques da Tanzânia não é barata, sobretudo no caso do Serengeti (60 dólares) e Kilimanjaro (70 dólares).

Área de Conservação de Ngorongoro

Ngorongoro foi formado a partir de um vulcão que esteve em erupção há dois ou três milhões de anos e que, posteriormente, se desmoronou e formou uma cratera de 20 km de largura. Os lados íngremes da cratera tornaram-se um habitat natural apetecível para uma grande variedade de animais selvagens. Esta é também uma das áreas em África onde poderá avistar o rinoceronte negro, uma espécie em risco de extinção. A antiga caldeira vulcânica abriga uma concentração inigualável de vida selvagem, incluindo uma das maiores populações de leões, hipopótamo, búfalos, zebras, gazelas e chitas. Actualmente, o gado das tribos Maasai pode pastar na zona, mas é obrigatório sair da zona ao fim do dia. O acesso à área de Conservação de Ngorongoro implica o pagamento por parte dos turistas de uma taxa especial.

Monte Kilimanjaro

O Monte Kilimanjaro é um vulcão inactivo, 5892 metros acima do nível do mar, no Nordeste da Tanzânia, perto da fronteira com o Quénia. O Kilimanjaro é o ponto mais alto de África e, não obstante a sua localização perto do equador, é famoso pelo seu cume carregado de neve. O Kilimanjaro está integrado numa vasta área protegida e as encostas estão preenchidas com floresta tropical luxuriante, enquanto o sopé é o habitat natural de elefantes, búfalos, rinocerontes, macacos e leopardos. O vulcão adormecido é notável em muitos aspectos, não só pelo cube coberto de neve e glaciares que se erguem entre a selva equatorial húmida, mas também porque é a montanha isolada mais alta do mundo, ou seja, não faz parte de uma cordilheira. O magnetismo dos cumes e encostas tem atraído montanhistas, viajantes e amantes da natureza desde há décadas. Um enorme atractivo do Monte Kilimanjaro é que até o mais inexperiente caminhante pode subir a montanha. No entanto, é necessário tomar precauções devido aos problemas com a altitude e que em casos extremos pode ser fatal.

Zanzibar

Zanzibar é uma região semi-autónoma da Tanzânia. A ilha africana de Zanzibar foi estabelecida como um centro comercial, controlado posteriormente pelos portugueses e pelo Sultanato de Omã e, em seguida, erigido como um protectorado britânico até ao final do século XIX. Zanzibar tem uma história fascinante, já que era o centro dos negócios de escravos e especiarias no século XIX e apresenta uma fusão de influências africanas, indianas e árabes. O Forte Velho, também conhecido como o Forte Árabe e por outros nomes, é uma fortificação localizada na Stone Town (Cidade de Pedra). O forte de Zanzibar foi construído no final do século XVII para defender a ilha dos portugueses. A cidade de pedra (Stone Town) foi reconhecida pela UNESCO como Património da Humanidade, em 2000, e caracteriza-se por ruas estreitas, construções antigas e bazares movimentados.

Ilha da Máfia

A Ilha da Máfia também faz parte das Ilhas das Especiarias, mas é menor do que Pemba e apresenta uma população de cerca de 40000 habitantes. Apesar do nome, aqui não deverá encontrar crime organizado. O verdadeiro crime é não visitar uma ilha que apresenta um magnífico sistema de recife de coral, dispondo de condições perfeitas para mergulho, além de praias de areia branca e mar azul turquesa - tudo longe das multidões.

Parque Nacional de Ruaha

Ruaha é o segundo maior parque nacional da Tanzânia e um segredo bem guardado, em parte devido à sua localização remota no coração da Tanzânia e ao ecossistema quase inexplorado. O Vale de Ruaha é considerado uma extensão do grande Vale do Rift, onde o rio Ruaha corre por dezenas de quilómetros de longos e profundos desfiladeiros e vastas planícies. Com menos de 2000 visitantes por ano, Ruaha é um local intocado com manadas de mais de 10000 elefantes, vasta população de leões, enormes concentrações de búfalos, gazelas e mais de 400 espécies de aves. A melhor época para ver predadores e grandes mamíferos é durante a estação seca, entre meados de Maio e Outubro. A estação chuvosa, Dezembro a Março, é a indicada para observação de aves, paisagens verdejantes e campos de flores silvestres.

Idioma Oficial
Suaíli (de facto) e Inglês
Moeda
Xelim tanzaniano
Hora Local
(UTC+3)
DDI
+255
Informações turísticas
http://www.tanzaniatouristboard.com
Visto
O visto é emitido na chegada ao país. Os documentos necessários são passagem de volta, pagamento de taxa, passaporte válido e reseva de hotel.
Embaixada no Brasil
SHIS QI 09 conjunto 16 casa 20 - Brasília - DF (0xx61) 3364-2629 / 0419

kronosslot - Bodrum escort -

Slot siteleri